CLUBE FM 94.1 - 2019

Desenvolvido e Gerenciado por Eduardo Sant'Ana

Carteira de Trabalho passa a ser digital

 

A Carteira de Trabalho digital passa a substituir o documento de papel. O aplicativo existe desde 2017, mas só passou a substituir o documento físico depois da regulamentação feita neste ano. 

 

Os trabalhadores podem habilitar o documento pela internet, e, para as empresas que usam o eSocial, o registro de informações passa a ser feito digitalmente. No eSocial, as informações relativas aos trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio e informações sobre o FGTS são comunicadas ao governo de forma unificada.

 

A Coordenadora do FGTAS SINE de Nonoai, anunciou na manhã desta segunda-feira, que a Carteira de Trabalho física deixará de ser confeccionada a partir do dia 16 de dezembro. Conforme a profissional o documento será confeccionados somente em casos excepcionais com solicitados feita pelas empresas.

 

Os trabalhadores podem habilitar o documento pela internet, e, para as empresas que usam o eSocial, o registro de informações passa a ser feito digitalmente. No eSocial, as informações relativas aos trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio e informações sobre o FGTS são comunicadas ao governo de forma unificada. A coordenadora do FGTAS SINE explica como funciona as alterações. 

 

A Carteira de Trabalho de Papel continua valendo normalmente. O governo inclusive recomenda que o trabalhador guarde o documento, pois ele poderá ser necessário no momento de comprovar o tempo de serviço. Além disso, se o trabalhador for contratado por um empregador que não usa o eSocial, ainda vai precisar da versão de papel da carteira.

 

Please reload