CLUBE FM 94.1 - 2019

Desenvolvido e Gerenciado por Eduardo Sant'Ana

Vereadores de Nonoai se manifestam sobre votação de projeto que autoriza financiamento público

A Câmara de Vereadores de Nonoai aprovou por maioria na última segunda-feira em Sessão extraordinária, projeto de Lei do Poder Executivo  que autoriza o executivo a contratação de operação de crédito com a caixa Econômica Federal, nos termos do programa FINISA - Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento para Obras de Infraestrutura na cidade de Nonoai.

Os vereadores André Luiz Moreira Hypolito, Décimo Pedro Vassoler de Mello e Zulmar De Bastiani votaram contra o projeto sendo que os demais

vereadores votaram a favor.  Os recursos do financiamento são na ordem de R$ 4.000.000,00(Quatro Milhões de Reais) e serão investidos em obras no centro e Bairros de Nonoai.

 

Os vereadores que votaram contra o projeto foram convidados pelo Departamento de Jornalismo da Rádio Clube para justificar o voto contrário. 

Conforme André Luiz Moreira Hypolito o seu voto contrário se justificativa por acreditar que os juros do financiamento são elevados o que pode comprometer o orçamento do municípios nos próximos anos. Ele mencionou que um projeto semelhante foi aprovado por unanimidade, porém com juros baixos. 

 

O vereador Zulmar justifica que seu voto contrário também foi pela preocupação com a gestão do município. Ele avalia que os juros podem comprometer outras áreas públicas. 

 

Conforme o prefeito municipal Edilson Pompeu da Silva, “o município de Nonoai possui capacidade financeira para o financiamento, considerando a aprovação junto a Caixa Econômica Federal. A capacidade de financiamento da prefeitura de Nonoai é mais de 40 milhões de reais e dessa forma não há nenhuma possibilidade de os financiamentos de 8 milhões comprometer a gestão pública”.  

Em contato com o departamento de jornalismo da rádio clube o prefeito mencionou também que com o recurso do financiamento será realizada obra de saneamento básico no Bairro Marfisa, beneficiando aquela população.  O Crédito contraído, terá um prazo de até 96 meses para amortização, tendo

como garantia o FPM, sendo que o Município terá um prazo de carência de

24 meses. A meta é que o financiamento seja quitado em 8 anos.

 

Please reload